Grandes Asteróides

Dúvidas e Perguntas?

Desde o aparecimento da chamada lei de Titius-Bode, os astronomos se intrigaram com a "falha" na série matemática proposta (veja A Lei de Bode nesta seção) e chegaram a propor a existencia de um planeta nesta região. No final do século XVIII o astrônomo Franz Xaver von Zach propôs a reunião de vários astrônomos que formaram uma "policia celeste" para a busca deste planeta.
Em 1 de janeiro de 1801, o italiano Giuseppe Piazzi, que ainda não fazia pate deste grupo, descobriu um pequeno planeta nesta região e o chamou de Ceres.

Em 1802, Heinrich Olbers descobriu um segundo objeto na mesma região, e o chamou Palas. A existencia de dois objetos em órbitas ligeiramente diferentes numa mesma região intrigou os astrônomos e Willian Herschel os chamou asteróides, já que eram muito pequenos.

Somente em 1807 outros dois objetos vieram a se juntar com estes, e os astrônomos cogitaram serem todos eles pedaços de um mesmo planeta que ocupara anteriormente esta posição. Com o passar do tempo mais e mais asteróides foram descobertos e criou-se a ideia de um cinturão, entre Marte e Júpiter, "pastoreado" pela gravidade do enorme planeta.

Centenas de milhares de planetas menores já foram localizados, numerados e catalogados como asteróides. A grande maioria é composta por corpos irregulares pequenos e concentrada no Cinturão principal.
Apesar da grande quantidade de componentes, a massa total destes corpos não chega a alcançar 5% da massa da Lua.

Abaixo listamos os maiores asteróides já descobertos ordenados pelo valor médio de seu volume.

Nome Numero Data Dimensões básicas (km)
X Y Z Média
Ceres 1 1801 - - - 974 *
Pallas 2 1802 582 556 500 545
Vesta 4 1807 572 557 446 522
Hygia 10 1849 530 407 370 431
Itokawa 25143 1998 535 294 209 320
Interamnia 704 1910 350 303 303 318
Europa 52 1858 360 315 240 301
Eunomia 15 1851 357 355 212 300
Davida 511 1903 357 294 231 289
Sylvia 87 1866 384 262 232 286
Cybele 65 1861 302 290 232 273
Camila 107 1868 344 246 205 259
Juno 3 1804 320 267 200 258
Euphrosyne 31 1854 - - - 256 *
Chariklo 10199 1997 240 258 240 246
Hector 624 1907 370 195 195 241
Iris 7 1847 240 200 200 213
Amphitrite 29 1854 233 212 193 212
Hermione 121 1872 268 186 183 209
Daphne 41 1856 239 183 153 188
Psyche 16 1852 240 185 145 186
Kalliope 22 1852 235 144 124 161

* Corpo esférico

Chariklo causou grande surpresa quando, março em 2014, foi anunciada a descoberta de um sistema duplo de aneis. Ele se tornou o primeiro asteróide com esta característica, que se supunha fosse privilégio de grandes planetas.

05-abr-2003

Voltar